Pets surdos podem levar uma vida normal

abril 02, 2015  /   Notícias

cachorro_surdoCães e gatos possuem um verdadeiro dom de adaptação para todo tipo de situação. Assim como o personagem MacGyver, da antiga série Profissão Perigo, eles sempre encontra uma saída quando estão em risco ou estão perdidos – tanto que existe a frase “mato sem cachorro”.

Mas a adaptação dos pets não para por aí: eles conseguem se adaptar mesmo quando perdem algum dos sentidos, como a audição. A médica veterinária do Hospital Veterinário Pró Vita, Rhea Cassuli Lima dos Santos, explica como detectar sinais de que seu cãozinho está ficando surdo e o que pode ser feito.

Fatores externos e internos

Uma das causas da surdez canina tem ligação direta com agentes externos. “Temos as questões infecciosas. Algumas audites bacterianas ou fúngicas podem se agravar e levar a perda de audição” explica doutora Rhéa. Outro fator apontado pela médica veterinária é via causas naturais, com a perda de células da membrana timpânica nos cães mais idosos, que podem resultar em surdez.

“Se tem uma causa bacteriana externa, a gente consegue tratar. Agora, se o problema é pela idade e estiver ligada com a perda de células, há muito pouco  o que podemos fazer” esclarece Rhéa.

Barulho faz muito mal

Por possuírem uma audição mais apurada, a exposição de cães em ambientes com muito barulho pode causar danos permanentes. “Alguns pacientes que vivem em contato com altos decibéis sofrem mais. Cães de guarda de indústrias, esses que cuidam de fábricas, por exemplo. Nestes a gente percebe uma perda da audição” explica a doutora Rhéa.

É a mesma situação que ocorre com os seres humanos, mas a diferença é que os trabalhadores usam proteção nos ouvidos e os cachorros não. “Da mesma forma que nós, humanos, os cães podem perder a audição de forma progressiva com estímulo crônico da audição” conclui.

Vida normal, mas muita atenção na hora dos passeios

Sem audição, os cães conseguem viver normalmente. “E vivem muito bem por sinal. Eles conseguem ter uma vida normal dentro de casa, mas é preciso ter  cuidado para que eles jamais tenham acesso ao lado de fora da casa sem acompanhamento” alerta doutora Rhéa.

O perigo para os cães é que por não conseguirem ouvir barulhos das ruas, como carros ou pessoas correndo distraídas, eles podem se envolver em acidentes. “Precisa estar sempre com guia nestes casos e  o dono precisa ser o ouvido do cachorro” esclarece Rhéa.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Comentários fechados.

  • Atendimento

    O Hospital Veterinário Pró Vita de Curitiba entende que atender bem não tem hora, por isso atende 24 horas e coloca a disposição do seu amigão ou amiguinho um completa estrutura com farmácia, exames e profissionais qualificados. Ah, se o seu amigo é felino no Hospital Veterinário Pró Vita tem espaços dedicados só para os gatinhos. Venha, estamos esperando você e seu amigão.

  • Credenciado DottorDog

  • Horários de Funcionamento

    Abertos todos os dias, inclusive Domingos e Feriados.