Principais Problemas de Cães e Gatos no Cio

outubro 02, 2017  /   Blog

O que fazer quando o Pet entra no Cio? Como evitar dores de cabeça com os filhotes?

A maioria dos tutores quando adotam um pet, esperam ter apenas este indivíduo como companheiro. Porém, todos os anos cães e gatos entram no cio e, muitas vezes, deixam seus tutores de cabelo em pé. Seja pelo trabalho que os pets dão nesta época, seja pelos filhotes que podem nascer depois desta fase.

Ao contrário do que muitos pensam, doar ou vender os filhotes pode não ser tão simples quanto aparenta. Enquanto a doação parece ser uma opção viável para resolver o problema dos filhotes, a dificuldade em encontrar tutores interessados ou lares adequados para o crescimento dos animais é um desafio. Quando se fala em vender os pets, a situação complica ainda mais. A situação se agrava quando o tutor vive em municípios com legislação específica sobre a venda de animais. Em alguns lugares, como a cidade de Curitiba, a venda indiscriminada de animais é proibida.

Além das dificuldades para solucionar as consequências do cio – nascimento e destinação de filhotes – os custos para manter o maior número de pets em casa também aumentam. Seja com mais alimentação, seja com cuidados médicos como vermífugos e vacinações. Manter o pet preso para evitar o cruzamento também não é a melhor opção, a redução de espaço e isolamento pode aumentar ainda mais a ansiedade e sofrimento do animal.

Dentre as dificuldades recorrentes em época de cio, os pets ainda podem apresentar:

– Mudança de humor;
– Menor tolerância;
– Distúrbios alimentares;
– Emagrecimento acentuado;
– Euforia;
– Gestações não programadas;

Cães e gatos possuem tempos de gestação diferentes. Os cães entram no cio a cada 6 meses, enquanto os gatos podem ter filhotes a cada 3 meses. Esta frequência do período fértil dos pets é o que resulta em transtornos periódicos aos tutores.

Frente a tantas variações e na tentativa de evitar maiores transtornos, muitos tutores recorrem a oferecer contraceptivos aos pets. Mas ministrar medicamentos anticoncepcionais em animais pode causar várias doenças, aumentar as chances de desenvolver câncer e até causar a morte do pet.

Deste modo, para o tutor evitar problemas com pets no cio, a melhor opção é a Castração do cão ou gato. Além de eliminar todos os transtornos causados pelo cio, a Castração realizada de forma adequada pode tornar o pet mais dócil e saudável, bem como evitar doenças relacionadas aos aparelhos reprodutores destes indivíduos.

Marque uma consulta com o veterinário para seu pet e se informe sobre os procedimentos mais adequados para a Castração. Saiba como aumentar a qualidade de vida de seu amigo.

Esta informação foi válida para você? Deixe-nos um comentário.
Assim, poderemos continuar oferecendo conteúdos relevantes para ajudar você a preservar a saúde, vida e bem-estar de seu pet.

Entre em contato com o Hospital Veterinário Pró Vita pelo telefone (41) 3024-0816.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Comentários fechados.

  • Atendimento

    O Hospital Veterinário Pró Vita de Curitiba entende que atender bem não tem hora, por isso atende 24 horas e coloca a disposição do seu amigão ou amiguinho um completa estrutura com farmácia, exames e profissionais qualificados. Ah, se o seu amigo é felino no Hospital Veterinário Pró Vita tem espaços dedicados só para os gatinhos. Venha, estamos esperando você e seu amigão.

  • Credenciado DottorDog

  • Horários de Funcionamento

    Abertos todos os dias, inclusive Domingos e Feriados.