Notícias

Cinco acidentes mais comuns com pets em Curitiba

Em 16 de abril de 2015  /   Na categoria Curitiba, Notícias

cachorro parqueAcidentes acontecem! Essa velha máxima também se aplica aos pets, pois basta um segundo de distração para que o seu cachorrinho acabe internado. Mas já pensou em quais são as emergências com bichinhos de estimação mais comuns em Curitiba?

A médica veterinária do Hospital Veterinário HV Pró Vita, Rhéa Cassuli Lima dos Santos, enumerou quais são os cinco acidentes mais comuns que ela e a sua equipe atendem com mais frequência. Read More

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Quais são os benefícios de se castrar o seu cachorro

Em 9 de abril de 2015  /   Na categoria Notícias

castradosE então você chega em casa e encontra o pé da mesa roído. Caminha mais um pouco e a cozinha está com urina em toda parte. Você limpa tudo, tenta dar bronca no seu cachorrinho pelo mal comportamento e sai para levar o seu amiguinho  para dar um passeio, mas ele insiste em querer brigar com tudo que se move ao seu redor.

Não tem jeito! Apesar da fofura, os cachorrinhos apresentam comportamentos que podem causar transtornos para os seus donos. Para amenizar estes comportamentos, já está mais do que na hora de castrar o seu pet. Read More

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Pets surdos podem levar uma vida normal

Em 2 de abril de 2015  /   Na categoria Notícias

cachorro_surdoCães e gatos possuem um verdadeiro dom de adaptação para todo tipo de situação. Assim como o personagem MacGyver, da antiga série Profissão Perigo, eles sempre encontra uma saída quando estão em risco ou estão perdidos – tanto que existe a frase “mato sem cachorro”.

Mas a adaptação dos pets não para por aí: eles conseguem se adaptar mesmo quando perdem algum dos sentidos, como a audição. A médica veterinária do Hospital Veterinário Pró Vita, Rhea Cassuli Lima dos Santos, explica como detectar sinais de que seu cãozinho está ficando surdo e o que pode ser feito.

Fatores externos e internos

Uma das causas da surdez canina tem ligação direta com agentes externos. “Temos as questões infecciosas. Algumas audites bacterianas ou fúngicas podem se agravar e levar a perda de audição” explica doutora Rhéa. Outro fator apontado pela médica veterinária é via causas naturais, com a perda de células da membrana timpânica nos cães mais idosos, que podem resultar em surdez.

“Se tem uma causa bacteriana externa, a gente consegue tratar. Agora, se o problema é pela idade e estiver ligada com a perda de células, há muito pouco  o que podemos fazer” esclarece Rhéa.

Barulho faz muito mal

Por possuírem uma audição mais apurada, a exposição de cães em ambientes com muito barulho pode causar danos permanentes. “Alguns pacientes que vivem em contato com altos decibéis sofrem mais. Cães de guarda de indústrias, esses que cuidam de fábricas, por exemplo. Nestes a gente percebe uma perda da audição” explica a doutora Rhéa.

É a mesma situação que ocorre com os seres humanos, mas a diferença é que os trabalhadores usam proteção nos ouvidos e os cachorros não. “Da mesma forma que nós, humanos, os cães podem perder a audição de forma progressiva com estímulo crônico da audição” conclui.

Vida normal, mas muita atenção na hora dos passeios

Sem audição, os cães conseguem viver normalmente. “E vivem muito bem por sinal. Eles conseguem ter uma vida normal dentro de casa, mas é preciso ter  cuidado para que eles jamais tenham acesso ao lado de fora da casa sem acompanhamento” alerta doutora Rhéa.

O perigo para os cães é que por não conseguirem ouvir barulhos das ruas, como carros ou pessoas correndo distraídas, eles podem se envolver em acidentes. “Precisa estar sempre com guia nestes casos e  o dono precisa ser o ouvido do cachorro” esclarece Rhéa.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

A importância da incubadora para os animaizinhos

Em 2 de abril de 2015  /   Na categoria Notícias

Se um cachorro já requer muitos cuidados, calcule então um filhotinho! Sim, os baixinhos são fofos, delicadinhos, adoram brincar e fazem uma baderna e tanto. Mas não se engane: este furacãozinho é bem frágil quando nasce e é preciso atenção redobrada.

Mas então… o que fazer quando nasce um cachorrinho em seus primeiros dias? Sim, dá algum medo deixar o petzinho zanzando por aí, sem saber se ele nasceu com a saúde em ordem – ou mesmo podendo se machucar, engasgar, pegar alguma virose, escapar pelo quintal, ser atacado por outro cachorro, etc…

E é aí que entra a incubadora!

incubadoraA médica veterinária do Hospital Veterinário Pró Vita, Rhéa Cassuli Lima dos Santos, aponta o equipamento como de fundamental importância em vários aspectos, principalmente em nascimentos dos pets.

“Seja quando temos um parto normal aqui no hospital ou nos casos de cesária, que a gente faz com uma certa frequência, a incubadora permite que a gente manuseie estes filhotes sem perigo de fuga ou de contaminação, reduzindo a possibilidade dos cachorrinhos se machucarem. É um ambiente mais seguro” disse a veterinária.

Peça fundamental para a saúde dos animais

A médica veterinária explica que é possível usar a incubadora tanto para esquentar – no caso dos filhotes – quanto para casos mais complicados em que a saúde está em risco.

“Usamos o equipamento até mesmo para paciente cardiopata que precisa de um nível de oxigênio mais alto ou mesmo algum cachorrinho que tenha problema pulmonar. Conseguimos manter o oxigênio neste nível. A gente pode usar a incubadora para várias finalidades, sempre mantendo a segurança do paciente”.

O equipamento pode, ainda, manter uma temperatura mais baixa do que a do ambiente em pacientes que estão com a temperatura mais elevada. “A incubadora permite todo este controle de acordo com o que o paciente precisa naquele momento” conclui Rhéa.

O Hospital Veterinário Pró Vita disponibiliza o equipamento para seu atendimento 24h e está disponivel para locação para veterinários e clínicas parceiras.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Atenção com o perigo invisível dos ácaros para o seu cachorro

Em 2 de abril de 2015  /   Na categoria Notícias

Como pode um pequeno ser, invisível aos nossos olhos, causar tamanho estrago nos pets? Pois então, os ácaros são um perigo para os bichinhos e os transtornos são muitos. E se está calor então, os ácaros ficam bem mais ativos.

E olha que dependendo do tipo de ácaro, temos uma disseminação maior nos meses mais quentes. Ainda em março, por exemplo, há relatos de muitos casos.

A médica veterinária do Hospital Veterinário Pró Vita Rhea Cassuli Lima dos Santos, explica quais são os dois principais ácaros que atacam os cachorrinhos: demodex e sarcoptes.

Demodex
Os sinais deste ácaro são perceptíveis, principalmente, na perda de pelos que ficam ao redor dos olhos e focinhos. Importante saber que não costuma coçar muito. Acontece uma infecção bacteriana secundária por causa desta irritação e a pele fica vermelha e, depois, vai escurecendo bem na lesão. É preciso fazer uma raspagem de pele para iniciar o tratamento que, dependendo da situação do paciente, pode levar meses” explica doutora Rhéa.

A médica veterinária explica que este ácaro é mais comum em filhotes e não é transmissível, mas quando um cachorro já adulto que nunca teve a enfermidade começa a desenvolver este problema é preciso pesquisar para descobrir o que pode ter causado. “É bem raro indivíduos saudáveis apresentarem este problema após uma certa idade. Precisa investigar para descobrir o que está causando” esclarece doutora Rhéa.

Escabriose
Já a escabriose aparece mais na região da ponta de orelha, coça muito e também há perda de pelos. “A pele fica muito mais irritada, mais vermelha, e a doença pode passar para ouros cachorros e também para as pessoas. Nos humanos, o problema acontece pela noite, quando a gente se aquece mais na cama e isso facilita a proliferação ao ácaro” explica Rhéa.

O tratamento também é realizado através da raspagem da pele, mas o período é mais curto. “Pode levar até quatro semanas, dependendo de cada caso” conclui Rhéa.

Odor forte?
O cheiro forte que muitos donos sentem – e relatam como insuportável – pode ter ligação indireta com o ácaro.”Se surgirem infecções secundarias, podemos ter um odor muito forte por causa de uma levedura que cresce nas lesões. Ela pode causar um cheiro mais forte” esclarece doutora Rhéa.

Alguns sinais que podem indicar que seu cãozinho está com ácaro
perda de pelo sem motivo;
sangramento de várias escoriações na pele e fissuras;
casquinhas na pele;
ficar mordendo entre os dedos da patinha;
pele avermelhada;
pele inchada e;
odor desagradável
Lembre-se de que todos os cães possuem uma quantidade de ácaros em seu corpo, como qualquer animal. O surto acontece quando o sistema imunológico canino está fraco e não consegue repelir a multiplicação de ácaros.

Cheiro forte alertou presença de ácaro no Léo

E foi a ação LEOácaros que fizeram Léo, o llasa de estimação do Lucas Chemim, a ter problemas com odores. “Ele começou a apresentar um cheiro forte, muito forte, e se coçava direto. Ele mordia entre os dedos da patinha traseira direto. Achávamos que era alguma pulga, mas fizemos exames e foi detectado o problema com ácaros” lembra Lucas.

Léo já foi tratado e hoje passa muito bem, mas fica o alerta por parte de Lucas. “Sempre é bom ficar atento ao que acontece com o cachorrinho ” conclui Lucas Chemim.

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Animais de estimação cegos se adaptam e levam uma vida normal

Em 9 de março de 2015  /   Na categoria Notícias, Sem categoria

ESPUMA DOISTodos nós sofremos pelos nossos pets, seja em uma situação de rotina ou mesmo em casos mais graves como a cegueira canina. Mesmo com toda a preocupação do mundo, se um cachorrinho fica cego, é preciso aprender com a nova situação e fazer exatamente como os próprios bichinhos fazem: adaptar-se e seguir em frente.

A médica veterinária do Hospital Veterinário Pró, Vita Rhea Cassuli Lima dos Santos, aponta o que pode prejudicar a visão do pet, causando até mesmo cegueira definitiva. Read More

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Carinho e exames na prevenção do câncer de mama em cadelinhas

Em 3 de março de 2015  /   Na categoria Notícias

aline_dogQuando dizem que carinho é um santo remédio, não estão exagerando. Ainda mais nos pets – que amam todo que é tipo de agrado. Agora, o melhor de tudo: este momento entre dono e pet pode ser muito bom para a saúde dos bichinhos.

Acontece que passar a mão na barriguinha pode ser muito útil para detectar sinais de uma doença fatal nas cachorrinhas: o câncer de mama. A enfermidade é comum dente todas as cadelas que não foram castradas e precisa ser tratada o quanto antes. Read More

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Atendimento veterinário em domicílio chama a atenção em Curitiba

Em 26 de fevereiro de 2015  /   Na categoria Notícias

petemcasaQuando pedimos algo na nossa casa – uma pizza de quatro queijos, um técnico que vem orçar quanto vai custar arrumar a geladeira que está falhando – queremos não apenas um serviço bem feito, mas também comodidade, agilidade e qualidade no serviço. Um serviço quando realizado na sua casa é bem melhor, não é verdade?

Agora, imagine só não precisar sair de casa para vacinar seu cachorrinho ou fazer uma consulta! A comodidade é apenas uma das vantagens que o atendimento médico veterinário em domicílio do Hospital Veterinário Pró Vita proporciona. Read More

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr

Novidades para a saúde dos pets em Curitiba

Em 18 de fevereiro de 2015  /   Na categoria Curitiba, Notícias

hvprovita3Todos os donos de pets se preocupam muito com a segurança de seus animaizinhos durante algum procedimento cirúrgico, por mais simples que seja. E para aumentar ainda mais a tranquilidade dos donos dos cachorrinhos e gatinhos é que o Hospital Veterinário Pró Vita conta agora com o seu próprio aparelho de anestesia inalatória e ventilação controlada. Read More

Email this to someoneShare on FacebookTweet about this on TwitterShare on Google+Print this pageShare on Tumblr
  • Atendimento

    O Hospital Veterinário Pró Vita de Curitiba entende que atender bem não tem hora, por isso atende 24 horas e coloca a disposição do seu amigão ou amiguinho um completa estrutura com farmácia, exames e profissionais qualificados. Ah, se o seu amigo é felino no Hospital Veterinário Pró Vita tem espaços dedicados só para os gatinhos. Venha, estamos esperando você e seu amigão.

  • Credenciado DottorDog

  • Horários de Funcionamento

    Abertos todos os dias, inclusive Domingos e Feriados.